Minha primeira vez

Eu não sei direito como aconteceu. Só sei que, de repente, surgiu aquela vontade que surge em quase todo universitário. E se você não foi um desses, me perdoe, eu fui. Era a hora de experimentar maconha.

Combinei com uma amiga de fazermos isso juntas. Ela arranjaria os becks, através de um primo que conhecia um cara que vendia a dita cuja… E, veja bem: nenhuma de nós sabia transformar a maconha em um cigarro (processo conhecido como “bolar”). Pedimos ao traficante os cigarros já bolados. Podíamos ser mais principiantes? Acho que não.

Quando fomos ao ponto de encontro pegar os becks, um sobressalto: o traficante era um lindo jovem magro, de feições delicadas, cabelos loiríssimos – longos até a nuca – e olhos azul turquesa. Eu não esperava encontrar um anjo. Ele sorria de lado, descontraído – nós é que estávamos nervosas. Pagamos, efetuamos a troca e fomos embora.

Fumamos. Bebemos alguma coisa que eu não lembro o que era. Assistimos vídeos de fofocas de famosos. Eu quase queimei meu cabelo acendendo um baseado. Foi uma experiência interessante. Bateu para mim e eu ainda nem sabia como inalar. Não vou explicar como se inala aqui, não quero incentivar o uso de drogas, mas adianto que quem me ensinou foi o tal anjo de olhos turquesa.

Beijos,

SS.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s