Coloquei um piercing

Fui à academia, fiz um circuito de trinta minutos de exercício (é estafante, acreditem em mim) e, saindo de lá, decidi ir direto para o estúdio de tatuagens e piercings. Eu não planejava colocar um, só perguntar como funcionava, qual o preço… (mas sabia que ia acabar acontecendo)

Cheguei no lugar e a atendente estava ocupada com um cara que queria colocar um piercing no mamilo. Enquanto eu esperava a minha vez, ele colocou o dele e gritou de dor – não foi um bom prenúncio.

Quando vi que o lugar era ok, que o preço não era absurdo e que a dor parecia suportável, resolvi colocar o piercing naquele momento mesmo. Porém, fiquei muito indecisa entre os modelos. Eu queria furar o septo, e para isto há três tipos de piercing: indiano, argola e touro.

O indiano eu sabia que não queria. Demorei uns dez minutos para escolher entre a argola e o touro. Eu decidi que a argola é mais bonita, mas como não vou poder tirar o piercing até cicatrizar, coloquei o modelo touro, porque dá para esconder ele empurrando um pouco para trás. Melhor assim. Não sabia se ia me adaptar a essa novidade bem no meio do meu rosto.

Sentei na maca.

O cara do estúdio pegou uma agulha.

Eu pedi: “me distraia, por favor”.

Ele respondeu: “então vamos cantar uma musiquinha…”

PAF.

A agulha trespassou meu septo.

A distração funcionou. Não doeu nada.

Agora está doendo um pouco, mas na hora foi indolor. No máximo senti uma pequena pressão.

Saí de lá muito contente com o meu primeiríssimo piercing.

 

Beijos,

SS.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s