Domingo, 4 de junho

“Eu estou vivendo uma pausa.”

Encontrei essa frase no livro “A Brincadeira”, de Milan Kundera, e acho que se aplica ao que está acontecendo comigo. Eu estou habitando o limbo. Estou nem lá nem cá.

Quando as pessoas perguntam minha profissão para preencher algum cadastro, não sei mais se respondo “estudante”. Afinal, não estou estudando, tranquei a maldita faculdade. Deveria responder “desempregada”? Ai.

Nem estudante, nem formada, nem desempregada. O que eu sou?

O que eu sou, não sei, mas posso afirmar que estou cansada. Estou pra lá de cheia da minha vidinha medíocre. Odeio a academia. Odeio a minha dieta. Odeio a terapia e as consultas médicas. Odeio não servir nas minhas roupas.

Meu último respiro de liberdade era poder ir a um bar gay mais ou menos perto de casa. Mas agora eu não posso mais beber e, se seguir a minha dieta, não posso comer nada do que tem lá. Que merda.

Um amigo me sobrou dos tempos de faculdade. UM amigo. Que pessoa detestável eu devo ser, que só tem UM amigo? E absolutamente nada acontece na minha vida, então eu preciso tentar com muita força de vontade achar assuntos para conversar com ele.

Não estou lendo o quanto eu gostaria, não estou desenhando o dia inteiro – e eu costumava amar fazer essas duas coisas. Eu basicamente durmo. Fico deitada na minha cama esperando o dia passar, a semana terminar…………………….

R1-00544-010A

Foto analógica, Pentax K1000, Ibirapuera

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s